Como transferir dinheiro online?

Quais são as opções atuais para transferir dinheiro online?

Transferir dinheiro constitui a ação de enviar dinheiro de uma origem a um destino. A demanda por serviços que possibilitem aos usuários a realização de transferências de dinheiro resulta em uma variedade de opções oferecidas por diversas instituições financeiras. Então, o consumidor pode escolher qual serviço atende melhor às suas necessidades.

As transferências de dinheiro online estão sendo amplamente utilizadas por causa do constante desenvolvimento da tecnologia e da ascensão do uso da internet. As transferências online são práticas e seguras, já que o usuário não precisa se transitar com qualquer quantia de dinheiro físico e nem sair de onde está. O dinheiro chega com segurança ao destinatário.

Então, listamos abaixo as opções existentes para fazer transferência de dinheiro online, ou seja, através do seu computador ou smartphone.

Neste artigo, não falaremos de transferências internacionais.

Afinal, como posso transferir dinheiro para outra pessoa no Brasil?

Foto de algumas notas e moedas de real, representando o dinheiro que pode ser transferido entre pessoas.

TEF

Sigla de Transferência Eletrônica Financeira. Visa o envio de dinheiro de uma conta para outra do mesmo banco, realizada através do internet banking ou do aplicativo móvel do seu banco.

Este tipo de transação pode ser realizada a qualquer hora, sendo processada no mesmo dia. Também pode ser agendada para dias futuros.

Taxas e limites do TEF

As taxas podem ser inexistentes ou variar de R$0,95 a R$1,30. Os limites de valores mudam de acordo com o pacote bancário contratado, não havendo valor mínimo a ser enviado. O valor máximo também varia com o seu plano.

TED

É a sigla para Transferência Eletrônica Disponível. Serve para o envio de dinheiro de uma conta para qualquer outra, de qualquer banco.

Nesse serviço, o processamento é realizado em alguns minutos após a autorização da transferência, quando feita até as 17h de um dia útil. Se o usuário deseja fazer uma TED após as 17h ou em um final de semana ou feriado, deve agendar a transação para ser processada no próximo dia útil.

Taxas e limites do TED

Criada em 2002, nessa época era caracterizada por apresentar um valor mínimo a ser enviado e um valor máximo que varia com o seu plano bancário. Entretanto, a partir de janeiro de 2016, a transação não tem um limite mínimo estabelecido. As taxas também variam de R$8,65 a R$18,70, dependendo do seu banco e do pacote contratado.

DOC

Sigla para Documento de Crédito que, assim como o TED, transfere dinheiro entre contas de bancos diferentes. É importante ressaltar que alguns bancos não aceitam esse tipo de transação para enviar dinheiro para contas poupanças.

Taxas e limites do DOC

Também podem existir taxas para a realização dessa transação, a depender do que foi contratado no pacote de serviços do banco, que podem ficar entre R$8,65 e R$18,70. O DOC ainda conta com a opção de cancelar a transferência, caso ainda não tenha sido processada.

Apresenta um limite máximo de 5 mil reais e, para transações feitas até as 21h59 de um dia útil, o dinheiro é processado no dia útil seguinte. Após as 22h, a transação acontece somente no segundo dia útil seguinte. Se o usuário deseja fazer um DOC aos finais de semana ou feriados, o processamento ocorrerá no próximo dia útil.

Se você quiser saber um pouco mais sobre as diferentes transações bancárias, pode acessar o Guia Bolso, o Medium, o KonKero, o Crédito ou Débito ou o Guia Bolso novamente! 🙂

Foto de um celular e algumas notas de dólar, representando as transferências de dinheiro via smartphones

Aplicativos móveis

A utilização de aplicativos para transferir dinheiro através de um smartphone está crescendo cada vez mais. Com isso, surgem diversas opções de apps que oferecem esses serviços, em modelos e características variadas, criadas por diferentes instituições.

Esses aplicativos, geralmente, funcionam como uma carteira digital, onde você adiciona dinheiro no app e utiliza da maneira que quiser. Inclusive, para transferir dinheiro para outras pessoas que possuam o mesmo app instalado em seus smartphones.

O mercado apresenta diversos formatos de aplicativos para transferir dinheiro, alguns que não possuem taxas, outros que necessitam de assinatura mensal, alguns voltados para pessoas físicas e outros para micro e pequenas empresas. Todos, geralmente, surgem a fim de simplificar a maneira do usuário transferir dinheiro para outras pessoas.

Alguns aplicativos visam democratizar os meios de pagamento digitais. Isso porque eles incluem no mercado de pagamentos online as pessoas que não tem uma conta bancária. Isso é muito interessante, visto que, no mundo, existem mais de 2 bilhões de pessoas que possuem um smartphone, mas não possuem uma conta bancária.

Outro dado interessante é que 352 cidades brasileiras não contam com nenhum tipo de canal direto de acesso a bancos, sejam agências, postos de atendimento ou caixas eletrônicos.

Então, qualquer pessoa portando um smartphone, não importando sua classe social nem onde ela está localizada, teria acesso a serviços financeiros, podendo enviar, poupar e administrar seu dinheiro!

Transações financeiras feitas no celular já está sendo amplamente utilizada na China e no Kenya, por exemplo, sendo dois casos de sucesso no uso de aplicativos desse tipo. Você pode saber mais aqui e aqui.

 

Considerações finais

Para as transações bancárias, mesmo as feitas através do internet banking ou do aplicativo móvel, é necessário o nome completo do titular da conta favorecida ou razão social da empresa, CPF ou CNPJ, banco e número do banco, número da agência, número da conta e tipo de conta (poupança ou corrente).

Já para transferir dinheiro através de um aplicativo de celular, normalmente, você não precisa de tantas informações da pessoa para quem você vai enviar. O que pode ser requerido é o número do celular, e-mail, um “QR code” ou um nome de usuário criado para ser utilizado dentro do aplicativo. Esse pode ser um fator que facilita e agiliza o ato da transferência.

O uso de aplicativos para transferir dinheiro vem crescendo e os usuários adeptos a essa prática veem vantagens sobre as transferências bancárias tradicionais, como a facilidade, rapidez e a ausência de taxas (em alguns apps). Ainda, o fato de não precisar carregar dinheiro em espécie e ter que se deslocar até a pessoa que precisa recebê-lo, é essencial para a segurança dos usuários.

Portanto, se você é cliente de um banco e a pessoa que precisa receber um dinheiro seu é cliente de outro banco, optar pela utilização de um aplicativo para transferir dinheiro pode ser uma escolha interessante, principalmente quando o valor a ser enviado é baixo, e a taxa de um TED ou DOC se tornaria inviável.

E você, o que acha de substituir as transações tradicionais? Acredita que já está na hora de aderirmos ao uso de aplicativos para transferir dinheiro para outras pessoas? Conta pra gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *